sábado, 21 de dezembro de 2013

Por que o Natal é celebrado no dia 25 de Dezembro?


Há uma relação entre a celebração do Natal e o Solstício de inverno, já que o Natal diz respeito a luz que veio ao mundo e o solstício representava o momento em que a luz do dia começa a vencer as trevas da noite. O período de trevas da noite torna-se cada vez maior até a chegada do solstício de inverno, quando o aumento da noite chega ao fim e a luz do período diurno começa a aumentar gradativamente, a ponto de sobrepujar as trevas da noite. Os povos antigos do hemisfério norte celebravam o solstício de inverno no dia 25 de Dezembro, data escolhida para a celebração da chegada da verdadeira luz que vinda ao mundo ilumina a todo o homem. Os pagãos que adoravam ao sol, passaram, então, a adorar a verdadeira luz do mundo! 

O Natal de Jesus merece ser comemorado todos os dias, até mesmo no dia 25 de Dezembro!  É natural que as pessoas queiram iluminar suas casas e decorá-las para a celebração de uma data tão festiva. Os cristãos devem aproveitar a ocasião para falar sobre o verdadeiro sentido do Natal em vez de ficarem falando contra ele. 

Um feliz Natal para todos!
Bispo Ildo Mello

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Por que o Natal existe?


Por que o Natal existe?

Por causa dos nossos pecados
  • Deus nos criou a sua imagem e semelhança para dividir conosco o seu amor (Gn 1.27)
  • O homem pecou e virou as costas para Deus (Gn 3.6)
  • O pecado gerou maldição e morte (Rm 6.23)
  • Mas, lá no Éden, recebemos uma promessa de vitória (Gn 3.15)
  • Jesus venceu a tentação, venceu a morte e venceu a Satanás! (Mt 4.1-11; At 2.24 e Cl 2.15)


Para satisfazer a justiça divina
  • Deus é amor, mas também é santo e justo. (Sl 145.17 e 2Tm 4.8)
  • A justiça exige a punição do pecado e o amor deseja oferecer o perdão.
  • Jesus, movido por amor, esvaziou-se de sua glória, e se fez carne para pagar a nossa dívida, morrendo pelos nossos pecados . Expiação significa a satisfação de um exigência. Jesus satisfez a justiça divina. Pelas suas feridas fomos sarados. (Is 53.5 e Fp 2.8).
  • Em seu livro “Mais que um Carpinteiro”, Josh MacDowell conta que uma jovem da Califórnia foi detida e levada ao tribunal por excesso de velocidade. O juiz lhe perguntou: “você se declara culpada?” A moça respondeu que sim. Então, o juiz bateu o martelo e multou-a em 100 dólares. Depois, aconteceu algo surpreendente. O juiz deixou o seu lugar, tirou a sua toga, postou-se ao lado da jovem, retirou a carteira do bolso e pagou a multa! O Juiz era o pai da moça e a amava muito, mas, ao mesmo tempo, ele era um juiz íntegro e tinha de cumprir as exigências da lei.
  • Um dos meus filhos, quando criança, quebrou um aparelho de vídeo cassete, eu amorosamente o perdoei, mas tive de arcar com o prejuízo! Alguém tem de pagar o preço para que haja o perdão. Alguém tem de arcar com as consequências do pecado. O salário do pecado é a morte, e para nos livrar dela, foi que Cristo morreu em nosso lugar.

Natal existe porque o Criador não desistiu de sua criação. Seu amor é tão grande a ponto dele ser capaz de sacrificar-se para a nossa salvação. “Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente” ( Tt 2.11-12).

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Debate no programa Vejam Só sobre a questão: "Quando ocorre a regeneração: Antes ou depois que a pessoa crê?"

Debate no programa Vejam Só sobre a questão: "Quando ocorre a regeneração: Antes ou depois que a pessoa crê?"

Mediador: Éber Cocareli

Debatedores:
  • Bispo José Ildo Swartele de Mello (arminiano) 
  • Pr. Ricardo Moura Lopes Coelho (calvinista)


sábado, 7 de dezembro de 2013

Um singelo tributo a Mandela

"Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;" (Mt 5:6).

Nelson Mandela mudou a história de seu país e influenciou o mundo. Ele foi o maior ícone da luta contra o apartheid e também um ícone da paz, pois quando assumiu a presidência da Africa do Sul não usou de revanchismo. Isto se deve ao seu coração comprometido com o Senhor Jesus Cristo, que é o Príncipe da Paz!

A mãe de Mandela era uma metodista, e Nelson seguindo seus passos estudou numa escola Missionária Metodista. A educação de Mandela foi permeada de formação cristã por influência de sua mãe. Ele foi batizado na igreja Metodista e seguiu como membro metodista fiel até o dia de sua morte.

"Eu não sou um santo, a menos que você ache que um santo seja um pecador que continua tentando fazer o seu melhor." Nelson Mandela.