segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Teste para Descobrir seu Temperamento e Suas Aptidões Profissionais


Recomendo o excelente teste para descobrir seu temperamento e suas aptidões profissionais. Você pode optar pelo idioma inglês ou espanhol. Tendo alguma dificuldade com o idioma, consulte o google tradutor.
ou

Depois, você receberá um e-mail com um link para o resultado do seu teste. Abaixo, você encontrará informações em português sobre os 4 grupos básicos de temperamento. Ao todo, são 16 tipos de temperamento, 4 para cada um dos 4 do grupo básico.


Especula-se que a origem da Teoria de Temperamentos tenha sido na Mesopotâmia ou no Egito Antigo, apesar de que foi na Grécia, através do médico Hipócrates (460-370 A.C.), que este conhecimento foi registrado pela primeira vez. Ele acreditava que o humor, as emoções, e os comportamentos das pessoas eram determinados por diferentes fluídos corporais. A dominância do sangue acarretaria nas características psicológicas dos “Sanguíneos”, da bílis amarela nos “Coléricos”, da bílis negra nos “Melancólicos”, e da fleuma (secreção de garganta) nos “Fleumáticos”. As descrições destes quatro grupos de disposições psicológicas foram objeto de análise de diversos pensadores, resumidamente representados na tabela abaixo.



Alguns nomes dados aos 4 Temperamentos através da história

David Keirsey era um estudante de pós-graduação e pesquisava estes agrupamentos quando conheceu em 1958 o instrumento psicológico desenvolvido por Isabel Myers e sua mãe, Katherine Briggs, baseado no livro Tipos Psicológicos, de Carl Jung. Ele notou que determinados conjuntos de preferências no modelo da dobradinha mãe e filha resultavam em características muito semelhantes às descritas por Hipócrates até os tempos de Alfred Adler, Erich Adickes, Eduard Spränger, Ernst Kretschmer, e Erich Fromm (os últimos teóricos de Temperamento anteriores a Keirsey). De uma hora para outra, séculos de observações e insights complementares foram incorporados às descrições dos 16 Tipos de Personalidade descritos por Isabel Myers e sua mãe, Katherine Cooks Briggs.

Keirsey descobriu que o temperamento Guardião resultava da combinação da Sensação com o Julgamento (xSJx), o Artesão da combinação da Sensação com a Percepção (xSPx), o Idealista da combinação da Intuição com o Sentimento (xNFx), e o Racional da combinação da Intuição com o Pensamento (xNTx). Veja abaixo um resumo das descrições dos 4 Temperamentos do Modelo de Temperamento de Keirsey:



Descrições dos 4 Temperamentos | Tipos de Personalidade

A tabela abaixo contrasta de forma mais detalhada e sistemática as características dos 4 Temperamentos:
Características detalhadas dos 4 Temperamentos



Efésios




Qual é o propósito eterno de Deus para a humanidade e para todo o Universo?
Qual é o grande mistério de Deus que Paulo revela aos Efésios?
O que Paulo ensina sobre a Identidade, posição, vocação, bênçãos e poderes e armas espirituais dos cristãos?
Quais as responsabilidades decorrentes do privilégio de ser um filho de Deus nesta era?

Bispo José Ildo Swartele de Mello
24Fev13 - Imel de Mirandópolis

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

5 Aspectos do Chamado de Levi





5 aspectos do chamado de Levi

Baseado em Lucas 5.27-32



1. O Chamado é para os pecadores

Este texto conta a história de Jesus chamando o publicado Levi para se tornar seu discípulo. Publicamos tinham a fama de corruptos. Jesus chama os pecadores! Ele veio buscar e salvar o perdido. Há salvação para os pecadores.

2. O chamado é para o arrependimento

Jesus ama os pecadores, mas não ama o pecado. O chamado de Jesus é um chamado ao arrependimento, um chamado a conversão. Levi respondeu o chamado de Jesus abandonando a vida pecaminosa. Jesus disse a mulher pega em adultério: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado" (Lc 8.11).

3. O chamado é para uma nova vida

Disse o Apóstolo Paulo: "Aquele que está em Cristo, nova criatura é, as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo" (2 Co 5.17). Um chamado para uma vida nova, de posse de um novo coração e de uma nova mente. Levi tornar-se-á um apóstolo de Jesus Cristo. Tudo se fez novo!

4. O chamado é para a comunhão

O chamado de Jesus é um chamado para segui-lo, acompanha-lo, para desfrutar da presença de Cristo. Logo a seguir, Jesus é visto na casa de Levi. Eles se tornaram amigos, companheiros de jornada. O Evangelho de Marcos resume assim o chamado dos apóstolos: "Escolheu doze, designando-os como apóstolos, para que estivessem com ele, os enviasse a pregar" (Mc 3.14); Destacando que o chamado é em primeiro lugar para estar com ele e depois também para a pregação do Evangelho.

5. O chamado é para a evangelização

Por fim, o chamado de Cristo é um chamado para a evangelização. É um chamado para a ação missionário de pregar as boas novas de Salvação em Cristo. Levi levará Jesus para a sua casa, para os seus familiares e amigos. É bem provável que o testemunho de sua conversão tenha chegado ao conhecimento de Zaqueu, chefe dos publicanos, que mostrará interesse em saber mais sobre Jesus e virá a se converter. Mateus também se tornará um grande evangelista e será o autor de um Evangelho!

E você, como tem respondido ao chamado de Jesus?

Bispo Ildo Mello

A Segunda Vinda de Cristo e seus sinais




  • Leia também os seguintes estudos relacionados a este tema:

A Segunda Vinda de Cristo e Seus Sinais (áudio)

The Saints

Convite para desfrutar da presença de Deus - Dr. Kevin Mannoia - Mc 3.13-15

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Pastores, cuidado!

"Serei santificado naqueles que se chegarem a mim, e serei glorificado diante de todo o povo" (Lv 10:3). Isto disse Deus a Arão logo após seus filhos, Nadabe e Abiú, terem sido fulminados por terem oferecido fogo estranho no altar de Deus (Lv 10.1,2). Vemos neste episódio que a santidade e o juízo, dela decorrente, começam pelos sacerdotes da casa de Deus. Pastores e líderes cristãos, à semelhança dos sacerdotes levíticos, precisam ser irrepreensíveis (1 Tm 3.2). Paulo explica que o rigor no exame do caráter para a seleção de um pastor é "para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade (1 Tm 3:15).

O Livro de Levítico ensina que as coisas relacionadas a Deus precisam ser devidamente consagradas e realizadas com todo o zelo em sinal de reverencia a santidade divina. Há uma série de normas relacionadas a santidade do templo, dos sacerdotes e do culto, incluindo cuidadosos rituais de purificação, até mesmo para os utensílios do templo, tudo como um testemunho da natureza santa de Deus (Lv 8.10-15). O povo de Deus precisa aprender a fazer distinção entre o puro e o impuro: "E para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo, e para ensinar aos filhos de Israel todos os estatutos que o SENHOR lhes tem falado por meio de Moisés" (Lv 10.10-11).

Santidade em Levítico está ancorada no Senhor, que é santo por natureza. Existem diversos níveis de santidade que são proporcionais a proximidade de Deus. Baseado em sua santidade, Deus santifica o seu povo em contraste com as nações pagãs, santifica o tabernáculo em contraste com o resto do acampamento, e o Santo dos Santos em contraste com as demais dependências do tabernáculo (Ex 26.33; Lv 20:8,26; 21:8; 22:9,16,32).

Os crentes devem separar-se de qualquer coisa que contamine o seu coração. Tal pureza de coração se processa fisicamente, através de como eles tratam os seus corpos físicos (2 Co 7.1) e também espiritualmente, através do arrependimento e confissão de pecados (1 Jo 1.9-2.1), da oração, adoração e da meditação na Palavra de Deus (Sl 119.11; Ef 3.14-19; 5.18-21,26 e Co 3.16). Eles devem santificar-se, porque estão relacionados com Deus, que é inerentemente santo, e que os tem chamado para uma santa vocação pela santificação do Espírito, por meio do sangue remidor de Cristo (1 Pe 1.1-2, 3-23; 1 Jo 1.7).

Neste sentido, os pastores devem servir de modelo exemplar para todo o povo de Deus: "sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza".

No temor do Senhor,

Bispo Ildo Mello

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

50 tons de pornografia

A pornografia tem sido tradicionalmente uma indústria que atende quase inteiramente aos homens. Sempre houve exceções, é claro, mas predominantemente eram homens que compravam revistas e vídeos numa era pré-digital e têm sido os homens que tornaram a pornografia uma indústria multibilionária na era da Internet. Se a indústria faz seu próprio caminho, está prestes a mudar.
Nós tendemos a crer que homens são especialmente inclinados à sedução da pornografia. Homens tendem a ser estimulados visualmente, homens tendem a se masturbar mais na adolescência — nós ouvimos as razões. Mas considere isto: E se a relação entre os homens e a pornografia está relacionada a um tipo muito específico de pornografia? E se as mulheres não foram atraídas para a pornografia, pelo menos em parte, porque a indústria simplesmente não tentou criar e comercializar pornografia que apela primariamente a elas? E se isso está prestes a mudar?

Mulheres, vocês precisam estar conscientes, pois os pornógrafos estão vindo atrás de vocês. Sim, vocês.

Há muito que pode ser dito a respeito da série de livros 50 Tons de Cinza; o que está além de contestação é que os livros — que estão atualmente em 65 milhões de cópias — chocaram o mundo da publicação revelando a existência de um mercado antes inexplorado. O segredo está revelado: Há milhões de mulheres que lerão pornografia mesmo se elas tiverem pouco interesse em assistir pornografia. Editores, tanto comuns quanto pornográficos, estão anotando. Estão estudando o fenômeno 50 tons para ver como eles podem duplicá-lo, ou pelo menos aproveitar-se de seu sucesso. Como qualquer indústria, eles têm pesquisas e grupos de concentração e estatísticas, e infinitas quantidades de dados que primeiro medem, e depois transformam o comportamento.

Um recente artigo na CNBC explica que a pornografia tradicional foi criada por homens, para homens. Esta pornografia tende a afastar qualquer coisa além do mais rudimentar enredo em favor da mais barulhenta exibição de fantasias extremas. É pura carnalidade e as mulheres tendem a não achar isso especialmente sedutor. De fato, muitas acham francamente repulsivo, especialmente elas acham que seus maridos querem que elas reproduzam algumas daquelas coisas. Mas 50 tons e outros produtos recentes estão provando, para a surpresa de muitos, que as mulheres são, também, sexuais. Onde os pornógrafos pensavam que as mulheres simplesmente não estavam interessadas, agora veem que elas podem estar muito interessadas, mas isso exigirá um tipo diferente de produto. A indústria está se ramificando numa tentativa de tirar vantagem. Estão agora trabalhando duro para criar pornografia para mulheres.

Em contraste com a pornografia tão predominante hoje, essa nova pornografia tem uma estória, um enredo. O fundador e presidente de uma empresa diz: "Não vamos filmar posições hardcore ou os mais extremos elementos de filmes adultos. Isso é mais fazer amor do que [termo vulgar]." Ela se concentra em questões que possam repercutir entre as mulheres: apaixonar-se pela primeira vez, ou a fuga de um casamento que perdera seu brilho. É essencialmente comédia romântica, uma leve novela romântica, mas com o conteúdo sexual aumentado tanto em tempo quanto na explicitude. Afinal, o que é Cinquenta Tons de Cinza senão um romance com 60 ou 70 páginas de sexo gráfico e excêntrico? Uma roteirista e diretora desse tipo de filme foi citada na revista Slate dizendo: "Nós fizemos pesquisas demográficas suficientes para saber que uma grande porcentagem de mulheres que assistem nossos filmes não querem ver [atos sexuais vulgares e gráficos]. … Elas querem sexo conectado e muitas preliminares. Achamos que casais mais velhos gostam de assistir isso porque são da era antes da internet, e o que estamos oferecendo é muito mais manso e construído no momento ao invés de estar lá na sua cara."

Os pornógrafos estão até criando mais filmes para casais. Isso é pornografia que pode unir as distâncias; um pouco manso demais para homens, e um pouco vigoroso demais para mulheres, mas é feito para ser experimentado juntos. É um meio de convidar os outros ao quarto do casal, mesmo que apenas virtualmente. Pode até mesmo servir como um portal, um meio de um homem apresentar a pornografia à sua esposa.

Em qualquer caso, quer a pornografia seja para homens, mulheres ou casais, o coração dela é o mesmo. Tudo se trata de fantasia, de imaginar-se em um contexto diferente com uma pessoa diferente fazendo coisas diferentes. É um homem imaginando uma mulher que se comporta como um homem, ou uma mulher imaginando um homem que se comporta como uma mulher.
Essa pornografia para mulheres já está disponível, e mais vem por aí. Muito mais. Essa indústria sabe o que atrai os homens e sabem exatamente como comercializar, exatamente onde colocar para fazê-los comprar. E agora estão vindo atrás das mulheres. Estão estudando as mulheres e aprendendo exatamente como comercializar e exatamente onde colocar para fazer com que você também compre. Se foram tão bem sucedidos com homens, deveríamos zombar e imaginar que eles não poderiam jamais ser bem sucedidos da mesma maneira com mulheres?

As mulheres podem imaginar-se olhando para esse tipo de pornografia entediadas, pensando que serão imunes a ela. Mas lembre-se, há muitos produtos que você usa hoje, muitos produtos que você não pude imaginar sua vida sem eles, que teriam gerado a mesma reação. Se dez anos atrás alguém tivesse descrito o Facebook para você, você teria rido alto. Muitas pessoas riram do iPhone e do automóvel também. Nós frequentemente não sabemos o que queremos ou precisamos até que essas mesmas coisas sejam comercializadas para nós. Elas são comercializadas habilidosamente e sutilmente em medida crescente.

Espero que a indústria seja menos bem sucedida em criar pornografia que atraia tão bem as mulheres e esteja tão facilmente disponível para elas. Espero que as mulheres sejam mais perspicazes que os homens quando se trata da sedução da pornografia e que elas estejam equipadas para resistir a ela com sucesso. Mas com toda a devastação que a pornografia trouxe aos homens, suas famílias, suas igrejas, por que Satanás não tentaria repetir seu golpe de mestre? Até agora, a sedução da pornografia tem sido primariamente sentida por homens mesmo enquanto muito da dor que ela causa tem sido descarregada sobre suas esposas. Amanhã podemos ter também muitos homens feridos, chorando pelo que eles descobriram e nunca teriam suspeitado a respeito das mulheres que amam.

Não há razão para temer, mas há toda razão para ficar atento. Há toda razão para ser humilde e duvidar de si mesmo. "Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia" (1 Coríntios 10:12). Temos toda a razão para tornar isso um motivo de oração.
Por Tim Challies
Tim Challies, 2002-2013. Todos os direitos reservados. Original: 50 Shades of Porn