Pular para o conteúdo principal

Jesus realmente disse que só a caridade salva?

Andam dizendo por aí que Jesus teria dito que só a caridade salva. Será? Qual é o ensino bíblico a este respeito? Pemita-me tentar esclarecer esta importante questão.

Primeiramente, é preciso reconhecer que Jesus jamais afirmou que "só a caridade salva". Não há registro disto na Bíblia. Pelo contrário, Jesus afirmou ser Ele o único caminho para a salvação eterna (João 14.6) e na Bíblia ainda lemos: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" (Atos 4:12).

Além disto, precisamos compreender o que é que Jesus entende por caridade. A caridade é muito mais do que a prática de boas ações. Jesus a define como amar a Deus sobre todas as coisas, de todo o coração, com toda a sua alma e com todo o entendimento e ao próximo como a si mesmo (Mateus 22.36-38).

O problema não reside na caridade em si, mas em nós mesmos, por sermos pecadores, de modo que não conseguimos praticar a caridade de modo pleno e devido (Tiago 2.10 e Romanos 3.23; 6.23). Se as pessoas pudessem se salvar através das boas obras, Cristo não precisaria ter morrido na cruz para expiação dos pecados. E não precisaríamos dele como O Cordeiro de Deus para tirar os pecados do mundo (João 1.29).

O Apóstolo Paulo afirmou que a salvação não se dá através das obras de caridade para não fomentar o orgulho humano, mas, sim, por intermédio da fé em Jesus Cristo. E ele conclui, ensinando que as boas obras devem acontecer como alvo da salvação e não como meio de conquistá-la (Efésios 2.8-10). Portanto, devido a nossa natureza pecaminosa, as boas obras de caridade não produzem uma religião pura, mas é a religião pura que produz as boas obras (Tiago 1.27).

A salvação não é uma construção humana, tipo torre de Babel para ascender aos céus, mas uma dádiva divina que descende do céus (Tito 3.5 e Tiago 1.17). "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3.16).

Somos salvos pelo amor de Deus e não pelo nosso. Certamente, o amor de Deus gera muitos frutos de amor em nós mesmos. Nós amamos porque primeiramente Ele nos amou (1 João 4.19).

Jesus é o Salvador, pois o seu sangue nos purifica de todo o pecado (1 João 1.7). "Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça" (1 João 1.9). Jesus não apenas perdoa, mas também nos capacita para a prática da caridade (João 15.5 e Gálatas 5.22). Jesus é o caminho da salvação e a fonte de toda a perfeita caridade, que é a fé que atua pelo amor (Gálatas 5.6).

Espero com isto ter contribuído para o entendimento do devido lugar da caridade na vida cristã, não como um meio de salvação, mas como produto e alvo de nossa salvação em Cristo.

No amor do Senhor,
Bispo José Ildo Swartele de Mello

Comentários

  1. Olá,
    Belo trabalho de pesquisa e aparentemente bem fundamentado, em partes concordo com voce. Não sou nenhum teólogo nem nenhum especialista de religião, somente uma pessoa que acha que a separação dos povos em "tipos de religação com Deus" não leva a nada e é um conflito de interesses políticos, mas enfim. O que gostaria de comentar é que também escuto falar sobre caridade, mas é algo do tipo "sem a caridade, não há salvação" e não "só a caridade salva". Essa frase é errada e quem a disse a você não tem fundamentos ou está enganado e o certo seria corrigir as pessoas quando dizem essa frase e orientá-la. EU acredito que a caridade faz parte de um conjunto de atributos para a "salvação" e neste conjunto está também a fé. Não dá para concordar que alguem que mata o proximo, mas tem fé em Deus será salvo. O conceito de caridade é (ao menos nas fontes mais acessíveis) "by Wiki: Caridade é um sentimento ou uma ação altruísta de ajuda a alguém sem busca de qualquer recompensa. A prática da caridade é notável indicador de elevação moral e uma das práticas que mais caracterizam a essência boa do ser humano, sendo, em alguns casos, chamada de ajuda humanitária. Termos afins: amor ao próximo; bondade; benevolência; indulgência; perdão; compaixão.". Daí eu concordo que para salvar voce deve "contemplar" todos os atributos do grupo "salvação" e dois deles são a caridade E fé, caso contrário, existirá uma dúvida se voce será salvo ou não.
    EU acredito que, deve existir uma "receita de bolo" para a salvação e que não é algo tão inalcansável assim, logo, se voce fizer exatamente como a receita manda o bolo será delicioso. Tá certo que alguns ingredientes podem ser difíceis de ser absorvidos pelo povo, mas cada um é cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá David! Muito obrigado por compartilhar aqui o seu precioso comentário. Paulo diz que a fé que salva é aquela que atua por intermédio do amor (Gl 5.6). E Tiago diz algo semelhante quando afirma que a fé sem obras é morta. E João, em sua primeira epístola, defende que todo o verdadeiro Cristão deve amar, e quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor! O amor é produto da graça e fruto do Espírito Santo. Um grande abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h