Jesus realmente disse que só a caridade salva?

Andam dizendo por aí que Jesus teria dito que só a caridade salva. Será? Qual é o ensino bíblico a este respeito? Pemita-me tentar esclarecer esta importante questão.

Primeiramente, é preciso reconhecer que Jesus jamais afirmou que "só a caridade salva". Não há registro disto na Bíblia. Pelo contrário, Jesus afirmou ser Ele o único caminho para a salvação eterna (João 14.6) e na Bíblia ainda lemos: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos" (Atos 4:12).

Além disto, precisamos compreender o que é que Jesus entende por caridade. A caridade é muito mais do que a prática de boas ações. Jesus a define como amar a Deus sobre todas as coisas, de todo o coração, com toda a sua alma e com todo o entendimento e ao próximo como a si mesmo (Mateus 22.36-38).

O problema não reside na caridade em si, mas em nós mesmos, por sermos pecadores, de modo que não conseguimos praticar a caridade de modo pleno e devido (Tiago 2.10 e Romanos 3.23; 6.23). Se as pessoas pudessem se salvar através das boas obras, Cristo não precisaria ter morrido na cruz para expiação dos pecados. E não precisaríamos dele como O Cordeiro de Deus para tirar os pecados do mundo (João 1.29).

O Apóstolo Paulo afirmou que a salvação não se dá através das obras de caridade para não fomentar o orgulho humano, mas, sim, por intermédio da fé em Jesus Cristo. E ele conclui, ensinando que as boas obras devem acontecer como alvo da salvação e não como meio de conquistá-la (Efésios 2.8-10). Portanto, devido a nossa natureza pecaminosa, as boas obras de caridade não produzem uma religião pura, mas é a religião pura que produz as boas obras (Tiago 1.27).

A salvação não é uma construção humana, tipo torre de Babel para ascender aos céus, mas uma dádiva divina que descende do céus (Tito 3.5 e Tiago 1.17). "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3.16).

Somos salvos pelo amor de Deus e não pelo nosso. Certamente, o amor de Deus gera muitos frutos de amor em nós mesmos. Nós amamos porque primeiramente Ele nos amou (1 João 4.19).

Jesus é o Salvador, pois o seu sangue nos purifica de todo o pecado (1 João 1.7). "Se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça" (1 João 1.9). Jesus não apenas perdoa, mas também nos capacita para a prática da caridade (João 15.5 e Gálatas 5.22). Jesus é o caminho da salvação e a fonte de toda a perfeita caridade, que é a fé que atua pelo amor (Gálatas 5.6).

Espero com isto ter contribuído para o entendimento do devido lugar da caridade na vida cristã, não como um meio de salvação, mas como produto e alvo de nossa salvação em Cristo.

No amor do Senhor,
Bispo José Ildo Swartele de Mello

Comentários

  1. Olá,
    Belo trabalho de pesquisa e aparentemente bem fundamentado, em partes concordo com voce. Não sou nenhum teólogo nem nenhum especialista de religião, somente uma pessoa que acha que a separação dos povos em "tipos de religação com Deus" não leva a nada e é um conflito de interesses políticos, mas enfim. O que gostaria de comentar é que também escuto falar sobre caridade, mas é algo do tipo "sem a caridade, não há salvação" e não "só a caridade salva". Essa frase é errada e quem a disse a você não tem fundamentos ou está enganado e o certo seria corrigir as pessoas quando dizem essa frase e orientá-la. EU acredito que a caridade faz parte de um conjunto de atributos para a "salvação" e neste conjunto está também a fé. Não dá para concordar que alguem que mata o proximo, mas tem fé em Deus será salvo. O conceito de caridade é (ao menos nas fontes mais acessíveis) "by Wiki: Caridade é um sentimento ou uma ação altruísta de ajuda a alguém sem busca de qualquer recompensa. A prática da caridade é notável indicador de elevação moral e uma das práticas que mais caracterizam a essência boa do ser humano, sendo, em alguns casos, chamada de ajuda humanitária. Termos afins: amor ao próximo; bondade; benevolência; indulgência; perdão; compaixão.". Daí eu concordo que para salvar voce deve "contemplar" todos os atributos do grupo "salvação" e dois deles são a caridade E fé, caso contrário, existirá uma dúvida se voce será salvo ou não.
    EU acredito que, deve existir uma "receita de bolo" para a salvação e que não é algo tão inalcansável assim, logo, se voce fizer exatamente como a receita manda o bolo será delicioso. Tá certo que alguns ingredientes podem ser difíceis de ser absorvidos pelo povo, mas cada um é cada um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá David! Muito obrigado por compartilhar aqui o seu precioso comentário. Paulo diz que a fé que salva é aquela que atua por intermédio do amor (Gl 5.6). E Tiago diz algo semelhante quando afirma que a fé sem obras é morta. E João, em sua primeira epístola, defende que todo o verdadeiro Cristão deve amar, e quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor! O amor é produto da graça e fruto do Espírito Santo. Um grande abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

Lições extraídas da história de Mefibosete

A Igreja passa pela Grande Tribulação?