sábado, 23 de junho de 2012

Sustentabilidade e evangelho: alguns pitacos


Pois sabemos que até agora o Universo todo geme e sofre como uma mulher que está em trabalho de parto. (Romanos 8.22 ntlh)

Qual a responsabilidade dos cristãos com relação ao desenvolvimento sustentável e preservação do meio ambiente?
No século XX, enquanto os cristãos perdiam tempo discutindo se a ação social é ou não parte da missão da igreja, os comunistas, socialistas e militantes de outros movimentos da esquerda se apossaram da bandeira da justiça social. A igreja ficou na defensiva durante a maior parte do tempo e custou a entender que ser cristão implica combater injustiça, desigualdade, pobreza e ignorância.
Agora novamente corremos o risco de ficar alienados da história em momento crucial, perdendo a bandeira da preservação do universo criado por Deus para os ambientalistas de todas as matizes, que vão dos ecoxiitas ou ecochatos até os que se preocupam com o verde meramente por oportunismo.
Por isso, devemos refletir sobre o ensino da Bíblia acerca do plano de Deus para o homem e a natureza na criação; o impacto da queda sobre o ser humano e o mundo; e o futuro planejado pelo Senhor na história da redenção.
Precisamos reconhecer o dedo de Deus na criação, desfrutá-la de modo responsável e, mais do que isso, identificar e combater o que a degrada.
Precisamos nos entregar inteiramente a Cristo para que ele mude não só alguns costumes, mas toda a nossa mentalidade; precisamos viver e proclamar o evangelho integral, para que nossa mensagem produza fruto não só na vida de indivíduos, como também na sociedade e na natureza, que estão sob o poder do Maligno.
Precisamos desenvolver ação concreta com sabedoria e equilíbrio, motivados pela viva esperança de novos céus e nova terra, evitando tanto a omissão irresponsável dos alienados como o extremismo insensato dos radicais.
Resumindo, nessa questão da sustentabilidade também precisamos fazer tudo, seja em palavra seja em ação, como representantes de Jesus, para glória de Deus Pai.

       Norio Y.
<.)))))>< <.)))))>< <.)))))>< ><(((((.> <.)))))>< <.)))))>< <.)))))><
Porventura, não nos ardia o coração, quando ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras? (Lucas 24.32)

Nenhum comentário:

Postar um comentário