Pular para o conteúdo principal

O que a ressurreição de Jesus nos garante

A ressurreição de Jesus nos garante:
  1. vitória sobre o nosso maior inimigo que é a morte ou seja a certeza da nossa própria ressurreição (1Co 15.25-58); 
  2. coragem diante da morte, pois, se não precisamos mais temer o nosso maior adversário, então, a quem iremos temer? A ressurreição de Jesus impactou os discípulos. O mesmo Pedro, que havia negado a Cristo por causa do medo da morte, enche-se de coragem para enfrentar as autoridades politico-religiosas após a ressurreição de Jesus (At 5.29); 
  3. uma alegria que ninguém pode tirar (Jo 16.22); 
  4. que Jesus é Filho de Deus, pois exerceu poder sobre a vida e a morte, conquistando vitória sobre o pecado e o inferno, tendo sido exaltado sobre tudo e todos (Ef 1.19-23). "Declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos, Jesus Cristo, nosso Senhor" (Rm 1:4); 
  5. a vitória de sua Igreja (Mt 16.18); 
  6. que a nossa fé não é em vão (1 Co 15.14);
  7. que realmente estará sempre conosco até a consumação dos séculos (Mt 28.20);
  8. que Jesus voltará para julgar os vivos e os mortos (2Tm 4.1) e que os que esperam em Cristo são por ele libertos da ira vindoura (1 Ts 1.10).
  9. a certeza do céu, pois Jesus prometeu que subiria aos céus para nos preparar um lugar (Jo 14.2-2);
  10. o cumprimento de todas as suas demais promessas, pois ressuscitou como havia prometido (Mt 28.6). 


Feliz Páscoa!

Bispo Ildo Mello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h