Pular para o conteúdo principal

A profecia de Isaías sobre o Natal


A profecia de Isaías sobre o Natal

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz" (Is 9.6).

“Um menino nos nasceu.


  • "Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, o seu nome será Emanuel” (Is 7:14).
  • “Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo” (Mt 2:2).
  • “E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra” (Mt 2:11).


Um filho se nos deu”:

  • Isaías profetizou o nascimento do menino Jesus, filho de Deus que, devido ao seu grande amor por toda a humanidade, foi dado para salvação de todos os que nele creem (Jo 3.16). 
  • Filho unigênito e amado do Pai que foi dado a todos como Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1.29).
  • "Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?" (Rm 8:32).
  • "Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça..." (Rm 3:25).
  • "Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados" (1 Jo 4:10).
  • "Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo" (1 Jo 2:2).
  • "... perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos..." (1 Tm 2:3-6).
  • "Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo. Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras (Tt 2:11-14).

  •  

“O principado está sobre os seus ombros”:

  • Jesus é o Messias prometido; O Rei dos reis e o Senhor dos senhores (Ap 19.16)!

“E se chamará o seu nome”:

  1. Maravilhoso:  “E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe foi dada? e como se fazem tais maravilhas por suas mãos?” (Mc 6.2).
  2. Conselheiro: O discernimento e sabedoria de Jesus foram amplamente demonstrados nas narrativas dos Evangelhos. Ninguém jamais demonstrou tanto saber e autoridade no que dizia.  Jesus não apenas sabe o caminho, ele não apenas conhece a verdade e não é ele apenas um expert sobre as coisas da vida, pois ele próprio é o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14.6)!
  3. Deus Forte: Sim, Isaías profetizou o nascimento de um menino que seria chamado de “Deus Forte”. Deus se fez carne e habitou entre nós na pessoa de Jesus e os apóstolos viram a sua glória como a do Unigênito do Pai, cheio de Graça e de Verdade (Jo 1.1-18), pois ele é a exata expressão de Deus Pai (Hb 1.3). Nele reside toda a plenitude da divindade (Cl 1.19). Jesus demonstrou seu poder acalmando tempestades, multiplicando pães e peixes, ressuscitando mortos e curando todo tipo de enfermidades. Além disto, ele mesmo ressuscitou da morte e antes de subir para os céus, proclamou possuir todo o poder sobre o céu e a terra!  Que bom que este Deus forte e único é também Deus conosco, Emanuel! 
  4. Pai da Eternidade:   "Senhor, para quem iremos nós? Só tu tens as palavras da vida eterna" (Jo 6.68). “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna” (Jo 6:47). "
  5. Príncipe da Paz: Os anjos proclamaram o nascimento de Jesus, dizendo: "Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens a quem Ele quer bem" (Lc 2.14). Jesus disse: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbem os seus corações, nem tenham medo” (Jo 14:27). Sua palavras continuam ecoando através dos séculos, chegando até nós: "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso (Mt 11:28)!
Feliz Natal!
Bispo José Ildo Swartele de Mello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

A Igreja passa pela Grande Tribulação?

IntroduçãoOs pré-tribulacionistas afirmam que Deus não permitirá que a Igreja sofra no período da Grande Tribulação. Mas, não existe nenhum versículo bíblico que ensine que a Igreja não passará pela Grande Tribulação e nada existe também na Bíblia sobre uma Segunda Vinda de Cristo em duas fases ou etapas, separadas por sete anos de Grande Tribulação, e também não há nada sobre um arrebatamento “secreto”, pois não há nada de secreto e silencioso nos relatos que descrevem o arrebatamento da Igreja (1Ts 4.16-17; Mt 24.31). 
Outra incongruência deste ponto de vista é a ideia de um arrebatamento para tirar a Igreja e o Espírito Santo da Terra antes da manifestação do Anticristo. Se este fosse o caso, o Anticristo seria anti o quê? Anticristos são falsos profetas que já atuavam no mundo nos tempos mais primitivos da Igreja. Não devemos confundir Anticristo com a Besta ou Bestas Apocalípticas. Todas as menções ao(s) Anticristo(s) aparecem nas epístolas joaninas e dizem respeito aos hereges o…