Como a águia que renova a sua plumagem...


Como a águia, que renova a sua plumagem, através da graça do batismo nós nos vestimos de santidade e justiça. E temos tal pureza renovada sempre que confessamos os nossos pecados (1 Jo 1.9). E temos também os nossos pés sempre lavados por Cristo antes de participamos da Ceia do Senhor (Jo 13.5) para que dela possamos participar com dignidade. “Novamente, terás compaixão de nós; acabarás com as nossas maldades e jogarás os nossos pecados no fundo do mar.” (Mq 7.19).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

Lições extraídas da história de Mefibosete

A Igreja passa pela Grande Tribulação?