Pular para o conteúdo principal

Bênçãos Condicionais




Existem bênçãos gerais que Deus derrama sobre todas as pessoas indistintamente. O sol nasce para todos e a chuva também cai indiscriminadamente sobre justos e injustos (Mt 5.45). Mas existem bênçãos que só o fiel usufrui. Pois a grande maioria das promessas possuem requerimentos. Orar com fé, por exemplo, é um requerimento importante, pois quem busca, encontra, e quem pede, recebe (Lc 11.9); "pedi e recebereis" (Jo 16.24)! "Você não tem porque não pede" (Tg 4.2,3). Pedir bem também é um requerimento: "você pede e não recebe porque pede mal, para esbanjar nos seus deleites e prazeres" (Tg 4.2,3 cf. Jo 15.7). Devemos pedir de acordo com a vontade de Deus (1Jo 5.14).

Tem planos e promessas de Deus que só se cumprirão em nossas vidas quando nós dermos ouvidos a Palavra de Deus. A felicidade não está em conhecer a vontade de Deus, mas em praticá-la (Jo 13.17). No Salmo 81, Deus revela seus planos de bênçãos para o seu povo, mas lamenta muito a dureza do coração daquele povo que faz pouco caso da Palavra de Deus (v.13). Os braços de Deus estão estendidos para abençoar, mas o pecado acaba separando o homem de Deus e de suas dádivas (Is 59.1,2). "Se tão somente você me escutasse, ó Israel" (Sl 81.8b)! Devido a obstinação do coração humano, Deus entrega os homens a sua própria sorte. O Pai deixa que o Filho Pródigo siga o seu próprio caminho de modo a arcar com as conseqüências de suas escolhas (Lc 15).

Duro castigo este de sermos entregues a nós mesmos (Sl 81.12). Somos muito prejudicados quando não obedecemos a Deus (Sl 81.11). Quanta derrota, quanto sofrimento e quanta frustração poderiam ter sido evitados e quantas bênçãos seriam desfrutadas se tão somente déssemos ouvidos as orientações de nosso amoroso Pai Celestial (Sl 81.13-16).

Bispo Ildo Mello
www.escatologiacrista.blogspot.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h