Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Um breve comentário de Romanos 9 - 11

Para uma boa interpretação de Romanos 9-11, se faz necessário entender o propósito deste capítulo. Lembrando que, no começo desta carta (Rm 1.16 e 17) Paulo afirmou que o Evangelho era o poder de Deus para salvação de judeus e gentios. Mas os judeus, como nação, rejeitaram a Cristo. Os ramos naturais foram cortados e em seu lugar foram enxertados os ramos da oliveira brava, uma referência aos gentios, ou seja, a todos os demais povos.

Mas muitos, indignados, estão acusando Paulo de renegar o seu próprio povo e de ensinar que as promessas de Deus feitas ao seu povo Israel não são verdadeiras, firmes e confiáveis. Paulo, portanto, está aqui neste capítulo 9, respondendo a estas falsas acusações, deixando claro que a promessa não é para os filhos carnais de Abraão, mas para os herdeiros da fé de Abraão. Veja também o que Paulo diz a este respeito em Gálatas 3.

Para reforçar a tese que a promessa nada tem a ver com a descendência carnal de Abraão, Paulo lembra que Esaú, foi rejeitado como…

A falácia do calvinismo

O calvinismo ensina que o ser humano é totalmente depravado, não sendo capaz de atos de pura bondade e nem de responder a Deus com fé e arrependimento. Mas, neste caso, Deus seria injusto ao exigir fé e arrependimento de seres que são totalmente incapazes de crer e se arrepender, assim como um pai seria injusto se pedisse a seu filho de 5 anos de idade que carregasse nas costas uma geladeira e, por fim,  o punisse severamente por não cumprir o seu mandamento. Tal pedido seria absurdo devido a total incapacidade do filho para o cumprimento daquela tarefa. Se o filho é incapaz de cumprir uma tarefa, então, não pode ser culpado por não cumpri-la. 

Deus é coerente e justo. Se Deus ordena a todos os homens que se arrependam é por que todos são capacitados para tanto. Sendo assim, são verdadeiramente responsáveis pela forma como responderão a Deus.
Se os inúmeros chamados, ordens e advertências na Bíblia devem ser realmente levados a sério, então o homem deve ter capacidade para responder po…

Fala do Bispo sobre as manifestações de protesto

Desmascarando os falsos profetas

Imagem

Distrações do Cotidiano

Os Dois Chamados e o Processo de Discipulado

Em 29 minutos, falo sobre o primeiro e o último chamado de Jesus, que se encontram respectivamente no primeiro e último capítulos do Evangelho de Marcos. Evangelho este que mostra como foi que Jesus transformou pescadores comuns em pescadores de homens. O capítulo 8, que fica exatamente no meio do livro, de modo emblemático, apresenta um dia intenso de atividades, como um claro exemplo deste processo de discipulado. O número dois é recorrente, apontando para o processo pedagógico:

Dois Chamados (o primeiro e o último) e o processo de discipulado entre um e o outro!
Duas Multiplicações de Pães. Que lições?
Dois Milagres em Marcos 8. Qual a relação entre eles?
Dois Toques de Jesus foram necessários para a cura do cego. Por quê?
Duas Perguntas que Jesus fez aos seus discípulos
Duas falas de Pedro (uma espiritual e a outra carnal)
Duas repreensões de Jesus aos seus discípulos. A falta de fé e confiança e as ambições desta vida (Quando Pedro ainda era adepto da teologia da prosperidade).

O pecado predileto de Satanás

Imagem

A Igreja vence o inferno

Imagem
Mensagem que peguei no Acampamento da Imel de Guaianazes