quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Os 3 Gemidos de Romanos 8

O Apóstolo Paulo discorre sobre três gemidos no capítulo 8 de Romanos. O primeiro é o gemido de toda a Criação que muito sofre em decorrência do pecado humano (v. 22) e o profeta Isaías diz que "a terra geme e desfalece" (Is 33.9), o segundo é o gemido dos cristãos que não estão imunes as tribulações da vida (v. 22), e, por fim, Paulo diz que o Espírito Santo também geme em seu ministério compassivo de intercessão em favor dos cristãos que não sabem orar de maneira conveniente (v. 26).

Deus ama o mundo de maneira profunda e não é indiferente a dor e ao sofrimento humano. "Por causa da opressão dos pobres e do gemido dos necessitados, eu me levantarei agora, diz o SENHOR; e porei a salvo a quem por isso suspira" (Salmos 12:5).

Jesus, que é a exata expressão de Deus Pai (Hb 1.3), ao ver as multidões, compadecia-se delas “porque estavam aflitas e desamparadas” (Mt 9.38). Movido por compaixão, Jesus libertou os cativos e oprimidos, curou os enfermos, perdoou pecados e concedeu a vida eterna (Lc 4.18-19). As pessoas iam a Jesus em busca de socorro como o cego de Jericó (Lc 18.35-42), ou eram levadas a ele com o auxílio de amigos como aconteceu com o paralítico de Cafarnaum (Mc 2.1-12). E, em muitas ocasiões, o próprio Jesus foi quem tomou a iniciativa de socorrer os aflitos movido por uma íntima e profunda compaixão, como no caso da ressurreição do filho da viúva de Naim (Lc 7.11-17)!

Deus se importa com todos os que sofrem. Não apenas com suas almas, mas também com seus corpos, sentimentos e com todas as circunstâncias de suas vidas. Ele ouviu o gemido do povo no passado ( Ex 2.24) e continua ouvindo com sensibilidade e se movendo por compaixão, levantando profetas como Moisés, para que sirvam como agentes de salvação e libertação no Mundo atual.

Bispo Ildo Mello









Nenhum comentário:

Postar um comentário