Pular para o conteúdo principal

Viva em espírito de adoração!

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31).


Devemos viver para a glória de Deus. Todos os atos de nossa existência devem promover a glória do Senhor Jesus. Louvor e gratidão devem permear tudo o que fazemos. Em tudo devemos dar graças (1 Ts 5.18), pois Deus é o doador de todas as bênçãos espirituais e materiais e é poderoso para fazer com que todas as coisas, boas ou ruins, venham a convergir para o bem do crente que o ama. Portanto, devemos reconhecer a Deus em todo o nosso caminhar (Pv 3.6).

O saudoso Jorge Redher certa vez ministrou esta lição de maneira criativa, dizendo:

Adoramos a Deus, ministrando a Ele: louvor e adoração, de lábios e de coração;
Adoramos a Deus, ministrando uns aos outros: dons e talentos, numa atmosfera de amor;
Adoramos a Deus, ministrando as pessoas: evangelização, serviços; boas-novas e boas obras.

Nisto resume-se o que significa adorar a Deus. Não é apenas cantar; não é apenas vir à igreja, orar, ler a Bíblia. Todas estas coisas são boas, mas são apenas alguns aspectos de algo muito maior que significa adorar a Deus. Adorar a Deus é um modo de viver. Viva em espirito de adoração!

Ildo Mello
Bispo da Igreja Metodista Livre do Brasil: www.metodistalivre.org.br
Twitter: http://twitter.com/ildomello
Meu Blogs:
http://escatologiacrista.blogspot.com/
http://imeldemirandopolis.blogspot.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h