Pular para o conteúdo principal

Jó, o homem crente



Viajante da órbita terrestre,
Satanás, o astronauta marginal,
se apresenta entre os filhos de Deus,
destilando seu veneno mortal.

“Vistes meu servo Jó?” Pergunta Deus.
Homem humilde e paciente,
crente leal e poderoso,
o mais rico do oriente?

Com sórdida astúcia e maldade,
responde o pai da mentira:
“Não há paciência e lealdade
quando falta o dinheiro,
quando a doença bate à porta,
quando está vazio o celeiro.

Vou provar da fé a utopia,
ante às cinzas do altar;
Vou olhá-lo frente a frente
e fazê-lo blasfemar!”

Do inferno as portas se abrem
com espíritos imundos em legiões
para travar a luta ingente,
falanges do mal se alinham
contra Jó, o homem crente.

Vendo os filhos dizimados
ante os bens saqueados,
raspa a cabeça, rasga o manto,
adora a Deus o homem santo.

Satanás não suporta o encomiástico gesto
de quem na dor mais profunda,
não se desespera, não maldiz a sorte,
disposto a ser fiel até a morte.

Vociferando coisas do inferno,
com um plano mais nefando,
Satanás com ódio e sarcasmo
bate em retirada com seu bando.

O anjo marginal numa última cartada
numa tentativa desesperada,
ordena a mobilização total
a guerra fria, sutilezas das palavras,
os inocentes úteis, os mercenários
e todo o corpo diplomático infernal.

Línguas virulentas, fratricidas,
chacais asquerosos pestilentos,
fagulhas incandescentes incendiárias,
abutres cruéis, corvos nojentos.

O murmúrio sórdido, ferino,
o deboche, a maledicência,
o cochicho, a hipocrisia,
contestando sua inocencia.

Jó, caráter infrangível,
estirpe de nobreza,
ante o terrorismo, a sabotagem,
não se curva, não se dobra,
vendo no céu sua defesa.

“Eu sei que o meu redentor vive.
Levantarei das cinzas - a luz raiou!”
Desde agora e para sempre,
Bendito seja o nome do Senhor!

Satanás lança cinzas e bactérias
do seu tenebroso arsenal,
e desenha no corpo de Jó
o mapa da chaga mortal.

Vou deixá-lo desprezado e só
com a chaga pestilenta
e com a ferida nojenta
o curvarei até o pó!

A corte demoníaca se engalana
aguardando soberano campeão,
que promete trazer em sua mão
cabeça santa do varão de Deus,
para alegria do inferno e júbilo dos ateus.

Uma voz ressoa - da fé a gama;
os alicerces do inferno se abalam,
um clarão ilumina, o éter inflama;
o inferno ouve em confusão e horror:
“O Senhor deu, o Senhor levou,
bendito seja o nome do Senhor!”

A luta foi renhida,
mas a batalha vencida.
Embraçando o escudo da fé,
na borrasca do mar bravio,
quando fumega o pavio,
o crente fica de pé!

(José Alves do Carmo)

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h