Prepara-te para te encontrares com o teu Deus!



"Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus" (Am 4:12).

A Parábola das 10 virgens (Mateus 25)

Existem dois extremos perigosos a respeito dos finais dos tempos: 

1) Terrorismo espiritual e 2) fazer pouco caso.

Enquanto uns fazem o maior alarde e vivem atemorizados com a perspectiva dos finais dos tempos, outros não estão nem aí para a Segunda Vinda de Cristo. Buscam a Deus apenas por questões relacionadas a era presente. "Se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, dentre todos os homens somos os mais dignos de compaixão". (1 Coríntios 15:19)

Os cristãos não tem o que temer. 

A Segunda Vinda é uma boa notícia para os crentes. Os verdadeiros cristãos anelam por ela, clamando: "Maranata! Vem Senhor Jesus!", e nem temem a própria morte, pois, como Paulo, podem dizer: "desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor" (Filipenses 1:23). Devemos amar a Segunda Vinda de Cristo: "Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda" (2 Timóteo 4:8). 

No entanto, a Segunda Vinda representa ameaça de juízo para aqueles que não estão preparados e forem encontrados desprovidos do azeite em suas lâmpadas. O azeite é a fonte de luz da lâmpada. Não adianta ter a forma de lâmpada, pois, sem azeite, não há luz, mas apenas trevas. "Deus "retribuirá a cada um conforme o seu procedimento". Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça." (Romanos 2:6-8).

Ninguém sabe a hora. 
Os sinais não foram dados para sabermos a data do retorno de cristo.
Jesus Cristo, no Sermão das últimas coisas, nos ensinou que sinais devem preceder sua Segunda Vinda. Os sinais não têm a intenção de nos conceder condições para precisar o dia da Segunda Vinda. Jesus denuncia a fascinação por cálculos (Mt 24.33-36). Os sinais mencionados por Cristo são inespecíficos para este fim, antes, o propósito é preparar o povo de Deus com a compreensão das pressões que terá de suportar. O propósito de Jesus é encorajar, não a especulação, mas a vigilância - fortalecer a fé e advertir os discípulos do que será a sua sorte como seguidores dela. Se os cristãos atentarem para as palavras de Cristo, saberão que a situação não está fora do controle de Deus, e que tem da parte Dele ajuda para perseverarem até o fim e serem salvos (Mc 13.13). Lembrando também que as tribulações do presente não se comparam a glória que está por vir com o retorno triunfante do Filho do Homem (Mc 13.24-27).

Por que Deus esconde a data?

Deus esconde a data do fim dos tempos para que cada geração de crentes viva como se fosse a última.

Devemos estar sempre vigilantes, pois não sabemos quando se dará sua Segunda Vinda e também porque nosso encontro com Cristo pode se dar através da nossa própria morte. (Mt 24.42-25.13).

É recomendável que, no final de cada dia, façamos um exame de nossa própria consciência. "Examina-me, Senhor, e prova-me; esquadrinha os meus rins e o meu coração" (Salmos 26:2). Devemos viver a cada momento como se fosse o último! Devemos viver sob a luz da eternidade.

Como disse, Wesley: "o cristão deve estar sempre pronto para pregar e para morrer".

Por que razão demora? 
A demora tem a ver com a paciência de Deus que trabalha em favor de nossa conversão (2 Pedro 3.9). Concede tempo para que as lâmpadas sejam cheias de azeite. Não se canse de esperar. Não abuse da paciência de Deus. Cuidado com o relaxamento. Não negligencie a oportunidade que Ele lhe oferece hoje. "Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação" (2 Coríntios 6.2). Amanhã pode ser muito tarde!

"Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!" (Mateus 25:13)

Bispo José Ildo Swartele de Mello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

A Igreja passa pela Grande Tribulação?

Lições extraídas da história de Mefibosete