Natal é luz que espanta as trevas!



Natal é luz que espanta as trevas!

Jesus nasceu e o mundo que estava em trevas viu uma grande luz (Is 9.2). A luz se manifestou a todos os homens (Jo 1.9; Jo 3.16 e Tt 2.11), sem distinção, pois Deus não faz acepção de pessoas (Rm 2.11). Jesus veio para salvar e não para condenar (Jo 3.17, Mt 18.11). Mas o juízo se dá na medida que as pessoas rejeitam a salvação por amarem mais as trevas do que a luz (Jo 3.19 e Atos 7:51).

Jesus nasce humilde em Belém e mais tarde entrará em Jerusalém como Rei de modo humilde e manso montado em um jumentinho. Pois Jesus escolheu cativar pelo amor e não conquistar pelo poder (Jo 12.32 e Zc 4.6). Ele bate as portas dos lares e dos corações e não arromba a porta ainda que tivesse poder para tanto (Ap 3.20).

Na noite de Natal, muitas portas se fecharam para Jesus, de modo que lhe restou apenas a alternativa de nascer em um estábulo (Lc 2.7). Jesus veio para os seus, mas os seus não o receberam, mas a tantos quanto o receberem, Deus deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus (Jo 1.11), pois o propósito do Pai é que Jesus seja o primogênito entre muitos irmãos (Rm 8.29).

Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade (1 Tm 2.4). Ele não tem prazer na morte de ninguém, por isto é que Ele diz: "convertei-vos, pois, e vivei" (Ez 18:32). Abra a porta do seu coração e deixe a luz entrar.

Um feliz Natal!
Bispo Ildo Mello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

A Igreja passa pela Grande Tribulação?

Lições extraídas da história de Mefibosete