Pular para o conteúdo principal

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DISCIPULADO

  1. O que é uma pessoa cristã?

É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e através de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que vive obediente em comunhão com Deus, através do poder do Espírito Santo e que assume seu lugar na comunidade da Igreja cristã.

Atos 11. 26 João 1. 1-5, 14-18 João 14. 8-11 Hebreus 1. 1-3

  1. Quem é Jesus Cristo?

A palavra Cristo vem da palavra grega que significa ungido e é comparável à palavra hebraicaMessiah. Jesus é o Cristo porque em Cristo “aprouve a Deus que nele residisse toda a plenitude”, e através de Cristo “Deus reconciliou consigo mesmo todas as coisas” (Colossenses 1.19-20). O povo de Deus no Antigo Testamento esperava por um Messias prometido que estabeleceria um reino de justiça, amor e paz para o mundo inteiro. Jesus é esse Messias.

Atos 3. 13-19 Atos 10. 36-43 Atos 4. 11-12
Colossenses 1. 15-20 João 1. 1-5, 14-18 João 14. 8-11

  1. Quem é o Espírito Santo?

O Espírito Santo procede de Deus e é um ser com o Pai e com o Filho, Jesus Cristo. O Espírito Santo convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo. O Espírito guia os seres humanos à sincera resposta ao evangelho e à comunhão com a Igreja. O Espírito conforta, sustém, dá poder aos crentes e os guia em sua busca pela verdade.

João 3. 1-10 Romanos 8. 1-17 João 4. 1-30 Atos 1. 6-8; 2. 1-13, 32-39
João 14. 14-29 1 Coríntios 3. 16; 12. 13 João 15. 26-27
1 Tessalonicenses 5. 19 João 16. 12-15 João 20. 19-23

(Nota: Vários nomes são usados para o Espírito Santo. Eis alguns:: Advogado, Consolador, Espírito de Verdade, Espírito de Deus, Espírito de Cristo).

  1. O que é o convite ao discipulado cristão?

Todas as pessoas são convidadas por Deus a se arrepender, a confiar e seguir a Jesus, a aprender de suas palavras e atos e a compartilhar em sua missão, pelo poder do Espírito Santo e na companhia de outros cristãos.

Marcos 1. 16-20; 3. 13-15 João 20. 21-22 Atos 1. 8

  1. Qual é a missão de Jesus Cristo?

Proclamar as boas novas do Reino de Deus, chamar pessoas para “ver” o reino, se arrepender, “entrar” no reino e viver obedientemente nesse reino.

Marcos 1. 14-15 João 3. 1-21

  1. O que é o Reino de Deus?

Reino de Deus é Deus reinando ativa e soberanamente sobre toda a criação, sobre tudo que fez. É uma nova ordem das coisas onde antagonismos entre os povos, nações, sexos, raças e gerações são superados e um novo ambiente de justiça, amor, liberdade e paz prevalece. Apenas aquelas pessoas que se arrependem de seus pecados e aceitam a Jesus Cristo como Salvador e Senhor podem completamente “ver” e “entrar” no reino de Deus. No final, o reinado de Deus vai ser reconhecido por todos, quando Jesus Cristo retornar sobre as nuvens dos céus para julgar toda a humanidade.

1 Coríntios 15. 24-28 Apocalipse 4. 11 Marcos 1. 14-15
Mateus 25. 31-46 Filipenses 2. 5-11

  1. O que é pecado?

Pecado é a condição de alienação de Deus que afeta a raça humana inteira e resulta em rebelião contra Deus e contra o Reino de Deus. Essa rebelião leva à escravidão. Pecados são atos específicos, palavras ou pensamentos, que se originam de nossa condição pecaminosa e negam a presença e propósito do Reino de Deus.

Romanos 3. 9-18, 23 Romanos 7. 13-20 Salmo 51. 1-5

(Nota: Várias palavras são usadas na Bíblia para “pecado”.Eis algumas: ofensa, injustiça, fracasso, infidelidade, erro e palavras semelhantes).

  1. Quais são os efeitos do pecado?

O pecado corrompe nosso relacionamento com Deus, uns com os outros, conosco mesmos e com toda a criação. O resultado principal do pecado é a escravidão. Assim, pecado é mais que transgressão: ele é escravidão. Ele na somente nos desvia de Deus, mas também leva-nos à prisão. É mais do que um ato exterior ou hábito: é uma condição interna e profunda. Não é somente uma “doença contagiosa”, mas é um processo cumulativo relacionado às dimensões sociais e cósmicas do mundo. Ele polui não somente a nós mesmos, mas também todo e qualquer aspecto de nossa existência e contamina as estruturas da vida humana e também da sociedade.

Marcos 7. 21-23 Tiago 4. 1-3 Romanos 6. 23 1 João 1. 8; 3. 4; 5. 17

  1. O que são as Boas Novas (Evangelho)?

As boas novas são que Deus agiu única e decisivamente em Jesus Cristo para tratar de nossa condição pecaminosa. Deus agiu para nos salvar, oferecendo-nos amor, graça, perdão, aceitação e a nova vida em Cristo.

João 3. 16-17 Atos 10. 36-43 2 Coríntios 5. 17

  1. O que é graça?

Graça é o favor sem mérito nosso e o amor supremo de Deus para todos nós. Vem da parte de Deus e é livremente dada a pessoas não merecedoras e impiedosas.

Mateus 11. 28-30 Romanos 5. 6-8 Lucas 15 Efésios 2. 4-9 João 3. 16-17


  1. O que é salvação?

Salvação é o perdão dos nossos pecados, libertação da escravidão e o dom da nova vida em Cristo. É um processo que se inicia agora, dá a vitória sobre o pecado e morte e se completa com Deus, no céu.

Marcos 2. 1-4; 10. 28-31, 45 Romanos 5. 15-21 2 Coríntios 5. 18-21

  1. O que é conversão cristã?

É a mudança que Deus opera em nós quando respondemos à graça de Deus em arrependimento e fé. Arrependimento e fé são as respostas que tem de ser dadas para Jesus e sua mensagem do reino. Através do arrependimento e fé, a iniciativa salvadora de Deus é traduzida em experiência humana.

Atos 26. 18; 9. 1-21 Efésios 4. 22-24


  1. O que é arrependimento?

Arrependimento é voltar-se do pecado em direção a Deus. É a mudança radical de vida para obedecer a vontade de Deus. É uma resposta à graça salvadora e iniciativa amorosa de Deus.

Salmo 51. 1-14 Lucas 3. 1-14; 15. 17-20

  1. O que é fé cristã?

Fé cristã é uma resposta a Deus, centrada e pessoal, que envolve confiança e obediência. Fé em Jesus Cristo é a confiança de que, somente através dele, Deus nos dá vida eterna.

Atos 16. 29-31 Efésios 2. 4-10 Tiago 2. 14-26


  1. que fez Jesus para tornar a salvação possível?

Jesus veio para revelar Deus aos homens e para oferecer a graça de Deus. Para alcançar isso, Jesus compartilhou nossa vida e morte. Ele, sendo sendo justo, agiu em favor dos injustos, assumindo o seu castigo, morrendo numa cruz cruel, mas Deus o trouxe de volta à vida, assim derrotando morte e pecado e abrindo o Reino de Deus a todos que se arrependerem e crerem.

João 3. 16-17 Colossenses 2. 11-15 Romanos 5.19; 8. 31-39
Filipenses 2. 5 Isaías 53 1 Coríntios 15.22 2 Coríntios 5. 14-18; 8.9

  1. O que é o novo nascimento?

Novo nascimento, regeneração e conversão são termos usados para descrever o processo, tanto no aspecto instantâneo como no gradual, pelo qual somos trazidos por Deus de um estado de pecado para uma nova vida em Jesus Cristo e no qual crescemos através da inspiração e obra do Espírito Santo dentro de nós. Nascer de novo é ver e entrar no reino de Deus.

João 3. 1-8; 14-17 Efésios 2. 1-5

  1. Como somos reconciliados com Deus?

Nós somos reconciliados (isto é, justificados) quando aceitamos o perdão de Deus para nossos pecados em Cristo Jesus e quando nós, através da graça de Deus, nos tornamos filhos e filhas de Deus. Deus nos restaura para um novo relacionamento. Deus faz isso por causa do que Jesus fez por nós com sua morte e ressurreição e por causa da nossa fé. Somos reconciliados quando Deus perdoa nossos pecados, nos aceita e nos declara filhos de Deus.

Romanos 5. 1-2; 8. 1 1 Coríntios 1. 26-31

(Nota: Veja também as passagens nas questões 15 e 16).


  1. Como nos tornamos o povo santo de Deus?

Nós nos tornamos o povo santo de Deus (isto é, somos santificados) através do poder e obra do Espírito Santo em nossas vidas. Somos feitos novos em nosso interior, somos transformados pelo amor paciente de Deus para nos assemelharmos a Cristo. Recebemos o poder para realizar a vontade de Deus e, portanto, crescermos na maturidade cristã, tanto individual como comunitariamente.

Romanos 12. 1-21 Efésios 3. 14-21; 4. 12-16 1 Pedro 2. 9-10

  1. Como podemos saber que somos salvos?

A certeza da salvação nos é dada na Bíblia pelo testemunho íntimo do Espírito Santo, pela evidência em nossas palavras e ações e através da inspiração, ajuda e encorajamento de nossos irmãos e irmãs na comunhão da igreja.

João 10. 27-30 2 Timóteo 2. 11-13 Romanos 8. 14-17, 31-39
Hebreus 10. 23-25 Gálatas 5. 19-23 1 João 1. 5 – 2.6

(Nota: A Bíblia não nos encoraja a confiarmos somente em nossos sentimentos).

  1. Quais são as marcas das pessoas que são justificadas por Deus?

Elas mostram o fruto do Espírito: amor, alegria, paz, mansidão, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade e domínio próprio.

João 13. 25 1 Coríntios 12. 31 – 13.13 Gálatas 5. 22-26

  1. O que é a Igreja de Jesus Cristo?

A Igreja de Jesus Cristo é a comunidade mundial daqueles que foram chamados por Deus e que vivem sob o senhorio de Jesus Cristo. É uma comunidade redimida e que redime, na qual o evangelho é proclamado e os sacramentos são oferecidos. Sob a orientação do Espírito Santo, a Igreja procura prover oportunidades para adoração, crescimento na fé e testemunho para o mundo. Os metodistas livres compartilham de uma herança comum com todos os cristãos em todos os lugares que têm Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Toda igreja é um posto avançado da comunidade mundial de crentes.

Mateus 16. 13-20 Romanos 1. 6 João 17. 18-23 1 Coríntios 1. 9; 12. 12-31
  1. O que é uma igreja metodista livre?

Igreja é uma comunidade de pessoas que aceitaram a Jesus Cristo como Senhor de suas vidas. É um lugar onde o evangelho é pregado e onde os sacramentos são celebrados. A função da igreja local, sob a direção do Espírito Santo e de acordo com as Escrituras, é ajudar as pessoas a conhecer a Jesus pessoalmente como Senhor e Salvador e a viver diariamente à luz de seu relacionamento com Deus. Congregações locais metodistas livres têm a responsabilidade de evangelizar, nutrir, servir e testemunhar para sua comunidade, sua vizinhança e o mundo inteiro.


A Igreja Metodista Livre surgiu em 1860 como um movimento de Deus para alcançar e transformar o mundo fazendo discípulos e multiplicando líderes. Não pregamos apenas a salvação das almas, mas também a transformação dos indivíduos e da sociedade. A Palavra de Deus é nosso guia e modelo.


O chamado para se tornar um movimento de Deus nos campos de colheitamundo, significa:
  • Uma igreja focada na mensagem da cruz, na ressurreição e no Reino de Deus;
  • Uma igreja com doutrina saudável, que integra fé e prática; 
  • Uma igreja com uma paixão santa, entregue aos propósitos de Deus; 
  • Uma igreja que se expande e se multiplica, cruzando todas as barreiras religiosas, étnicas e nacionais; 
  • Uma igreja que reflete Jesus.

Cremos que a igreja local é o instrumento de Deus para transformar a sociedade.


Mateus 26. 26-30; 28. 16-20 Atos 1. 6-8 Marcos 14. 22-26
1 Coríntios 11. 17-26 Lucas 22. 14-23 Efésios 4. 7-16

  1. Quais são as características distintas do movimento metodista?

Sua mensagem é resumida como:
  • Todos precisam ser salvos.
  • Todos podem ser salvos.
  • Todos podem saber que são salvos.
  • Todos podem ser salvos completamente.

Além destas características distintas, ressaltamos também:
  • A importância de valorizar o conhecimento intelectual e a piedade; possuir uma mente sagaz e um coração de anjo;
  • A importância da liderança compartilhada (leiga e clériga) na vida e missão da igreja;
  • A importância do comprometimento pessoal e da responsabilidade social; os metodistas livres sempre entenderam que o propósito da conversão cristã não é somente para tornar a alma de alguém pronta para o céu, mas também provar o primeiro fruto do céu através de uma vida de justiça, amor e misericórdia neste mundo;
  • A importância de cantar hinos de louvor e ensinar a verdade cristã;
  • A importância da pregação, do testemunho e da celebração dos sacramentos: A Ceia do Senhor e o Batismo;
  • A importância de expressar gratidão pela graça de Deus, prestando serviço amoroso;
  • A importância do desenvolvimento de congregações em grupos menores para instrução, cuidado pastoral e adoração;
  • A importância do ardor e da ordem no que diz respeito à fé e prática;
  • A importância de um sistema de interligação entre as congregações locais com os concílios regionais, Igreja Nacional e toda a comunidade mundial.
  1. Quem é bem-vindo para ser membro da Igreja Metodista Livre ou outras congregações da tradição wesleyana?
Todas as pessoas que confessarem a Jesus Cristo como Senhor e Salvador e que aceitarem o desafio de servi-Lo na vida da igreja e do mundo, são bem-vindas como membros. Se ainda não tiverem sido batizados, serão batizados antes de serem recebidos como membros.

Para saber mais a nosso respeito e também para ler estudos bíblicos e para conhecer o endereço de nossas igrejas visite os sites: metodistalivre.org.br e imel.org.br
Todos são muito bem-vindos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Uma exortação para que haja ordem e decência nos cultos

"Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40)

O Apóstolo Paulo exorta desta maneira a igreja de Corinto que precisava aprender que a ação do Espírito produz ordem e e decência, e não bagunça e confusão. A liberdade do Espírito não é incompatível com a ordem e a decência deste mesmo Espírito, pois "Deus não é Deus de desordem" (1Co 14.33). Portanto, toda desordem no culto não é de procedência divina. Sabedores disto, cabe aos pastores botarem ordem na casa, não permitindo que o culto seja enrolado e descontrolado. Assim como Paulo estabeleceu regras para o bom andamento do culto, devemos nós fazer o mesmo.

Alguns exemplos de coisas que devemos evitar em um culto:

O culto deve ser objetivo, enxuto, sem vãs repetições.

Cada participante deve possuir uma clara consciência da integridade do culto para não invadirmos a área do outro.

Um dirigente de culto e um líder de louvor não devem fazer comentários bíblicos prolongados, visto que já teremos um pregador…

Lições extraídas da história de Mefibosete

Áudio:
Vídeo:
Mefibosete from Ildo Swartele Mello on Vimeo.

Lições extraídas da história de Mefibosete Mefibosete nasceu num "berço de ouro" de um "palácio real", pois era neto do Rei Saul, filho do Príncipe Jônatas (2Sam 4.4). Entretanto, uma tragédia se abateu sobre sua vida quando ele tinha apenas 5 anos de idade. Israel foi derrotado em uma sangrenta batalha. A notícia da morte de Saul e de Jônatas chegaram até a casa real; então, a babá de Mefibosete, temendo que o menino também fosse morto, o toma em seus braços e foge correndo, mas, na pressa, acaba tropeçando e deixando o menino cair. Na queda, Mefibosete despedaça os pés e fica aleijado.

Agora, ele está órfão de pai e mãe. Perdeu a majestade, perdeu a saúde e vive escondido em um humilde povoado na casa de um bom homem chamado Maquir, que foi quem o amparou, adotando-o como filho.

Tais tragédias são frutos da rebeldia do Rei Saul, que plantou ventos e acabou colhendo tempestades devastadoras para a sua …

Qual o significado na Bíblia de Hora Sexta, Hora Nona e Primeira, Segunda. Terceira e Quarta Vigílias?

Dia Primeira hora - iniciava-se às 06 h
Terceira hora  - iniciava-se às 09 h
Sexta hora      - iniciava-se às 12 h
Nona hora      - iniciava-se às 15 h


Noite Primeira vigília - iniciava-se às 18 h
Segunda vigília - iniciava-se às 21 h
Terceira vigília  - iniciava-se às 00 h
Quarta vigília    - iniciava-se às 03 h