domingo, 31 de maio de 2015

Prepara-te para te encontrares com o teu Deus!



"Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus" (Am 4:12).

A Parábola das 10 virgens (Mateus 25)

Existem dois extremos perigosos a respeito dos finais dos tempos: 

1) Terrorismo espiritual e 2) fazer pouco caso.

Enquanto uns fazem o maior alarde e vivem atemorizados com a perspectiva dos finais dos tempos, outros não estão nem aí para a Segunda Vinda de Cristo. Buscam a Deus apenas por questões relacionadas a era presente. "Se é somente para esta vida que temos esperança em Cristo, dentre todos os homens somos os mais dignos de compaixão". (1 Coríntios 15:19)

Os cristãos não tem o que temer. 

A Segunda Vinda é uma boa notícia para os crentes. Os verdadeiros cristãos anelam por ela, clamando: "Maranata! Vem Senhor Jesus!", e nem temem a própria morte, pois, como Paulo, podem dizer: "desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor" (Filipenses 1:23). Devemos amar a Segunda Vinda de Cristo: "Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda" (2 Timóteo 4:8). 

No entanto, a Segunda Vinda representa ameaça de juízo para aqueles que não estão preparados e forem encontrados desprovidos do azeite em suas lâmpadas. O azeite é a fonte de luz da lâmpada. Não adianta ter a forma de lâmpada, pois, sem azeite, não há luz, mas apenas trevas. "Deus "retribuirá a cada um conforme o seu procedimento". Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça." (Romanos 2:6-8).

Ninguém sabe a hora. 
Os sinais não foram dados para sabermos a data do retorno de cristo.
Jesus Cristo, no Sermão das últimas coisas, nos ensinou que sinais devem preceder sua Segunda Vinda. Os sinais não têm a intenção de nos conceder condições para precisar o dia da Segunda Vinda. Jesus denuncia a fascinação por cálculos (Mt 24.33-36). Os sinais mencionados por Cristo são inespecíficos para este fim, antes, o propósito é preparar o povo de Deus com a compreensão das pressões que terá de suportar. O propósito de Jesus é encorajar, não a especulação, mas a vigilância - fortalecer a fé e advertir os discípulos do que será a sua sorte como seguidores dela. Se os cristãos atentarem para as palavras de Cristo, saberão que a situação não está fora do controle de Deus, e que tem da parte Dele ajuda para perseverarem até o fim e serem salvos (Mc 13.13). Lembrando também que as tribulações do presente não se comparam a glória que está por vir com o retorno triunfante do Filho do Homem (Mc 13.24-27).

Por que Deus esconde a data?

Deus esconde a data do fim dos tempos para que cada geração de crentes viva como se fosse a última.

Devemos estar sempre vigilantes, pois não sabemos quando se dará sua Segunda Vinda e também porque nosso encontro com Cristo pode se dar através da nossa própria morte. (Mt 24.42-25.13).

É recomendável que, no final de cada dia, façamos um exame de nossa própria consciência. "Examina-me, Senhor, e prova-me; esquadrinha os meus rins e o meu coração" (Salmos 26:2). Devemos viver a cada momento como se fosse o último! Devemos viver sob a luz da eternidade.

Como disse, Wesley: "o cristão deve estar sempre pronto para pregar e para morrer".

Por que razão demora? 
A demora tem a ver com a paciência de Deus que trabalha em favor de nossa conversão (2 Pedro 3.9). Concede tempo para que as lâmpadas sejam cheias de azeite. Não se canse de esperar. Não abuse da paciência de Deus. Cuidado com o relaxamento. Não negligencie a oportunidade que Ele lhe oferece hoje. "Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação" (2 Coríntios 6.2). Amanhã pode ser muito tarde!

"Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!" (Mateus 25:13)

Bispo José Ildo Swartele de Mello

sábado, 30 de maio de 2015

Os salvos passarão a Eternidade em um Éden recuperado, ou a Nova Jerusalém é algo diferente?




Programa Vejam Só de 29 de Maio de 2015 debatendo sobre se os salvos passarão a Eternidade em um Éden recuperado, ou a Nova Jerusalém é algo diferente? 
Como será a Nova Jerusalém? As Escrituras indicam que será um lugar maravilhoso onde os salvos passarão a Eternidade junto ao Criador. Porem, esse local pode nos lembrar de um outro lugar também maravilhoso criado para o homem, o Éden. 
Curiosamente, as Escrituras parecem apontar que existem elementos que aparecem tanto no Jardim do Éden no Gênesis, quanto no livro de Apocalipse ao se descrever a aparência da Nova Jerusalém. 
Seria esta árvore da vida a mesma que estava no centro do Éden? E, se for, como compreender a natureza do Estado Eterno? Os salvos passarão a Eternidade em um Éden recuperado, ou a Nova Jerusalém é algo diferente?
Convidados da noite: Bp. JOSÉ ILDO MELLO e o Pr. JOSÉ CARLOS DE LIMA.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Anotações que fiz da excelente mensagem do General André Cox

Anotações que fiz da excelente mensagem do General André Cox no Congresso do Exército de Salvação na noite de 29 de Abril na Catedral Metodista de São Paulo.

Somos o povo mais feliz do mundo!
Vivemos em um mundo cheio de incertezas.
Privilégio por dizer: "tudo vai bem pois meu redentor vive."
Deus nos chamou para sermos suas testemunhas no mundo!
As pessoas percebem que você segue a Cristo pelo seu testemunho.
Problema: Muitos de nós perseguimos os mesmos objetivos de vida que os pagãos. Qual a diferença?
Não pode ser apenas o fato de irmos aos cultos.
Deus nos transforma através do poder do Espírito que em nós atua.
Nenhum de nós é um produto finalizado. Ainda não recebemos o diploma.
As pessoas devem ver os frutos do Espírito em nós.
Materialismo e secularismo estão invadindo a igreja.
É triste quando os cristãos, em vez de estarem influenciando positivamente o mundo como sal e luz, estão sendo negativamente influenciados pelo mundo.
Infelizmente, muitos cristãos sabem mais sobre o que está passando na TV do que o que está nas Escrituras Sagradas.
Mateus 6:19-30
Lemos a história de Nicodemus, religioso, conhecedor, mas sem transformação de vida.
Nossa transformação vem do alto!
Romanos 8;13-16 "se viverem de acordo com a carne morrerão".
Nicodemus era como muitos cristãos que só conhecem a Deus na teoria e não na pratica.
Como ser avivado se não escutamos as Escrituras?
Novo nascimento assegurado pela fé.
Jesus simplificou: " todo o que ouve e crê passou da morte para a vida” (Joao 5)
.
O Novo Testamento exige que que viremos as costas para o pecado.
Justificação implica no cancelamento de nossos pecados. Alforria! Foram apagados e esquecidos.
Já ouviu falar de fofoca na igreja quando se assassina a reputação do próximo?
Deus nos chama a estar ao lado dos oprimidos.
Somos um povo que crê em mudança e transformação de vida!
Por quê? Porque aconteceu com a gente!
Sejamos um povo de bênção para os outros!
Deus nos capacita a vivermos uma nova vida capaz de impactar e transformar o mundo.
Pena ver tanta gente convencida que julga não ter muito mais a aprender. Estes tais acabam não chegando até o fim. 
Será que a nossa vida reflete a graça de Deus?
Nós somos um povo de experiência de salvação, não apenas articuladores teóricos.
Não vamos ao culto que para entreter-nos a nós mesmos, mas para ouvir a Deus e sermos transformados por ele. 
Precisamos abrir o coração.
Deus quer que você seja como Cristo.
Este é o seu anelo!
Cântico:
"Ser como Cristo, como Ele anseio ser,
Em pensamento e ação, eis minha petição.
Ser como Cristo, com Ele sempre andar,
Por Seu Espírito, assim serei."