quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Grupos Pequenos e a Santidade no Avivamento Wesleyano

Visando criar melhores condições para a formação do caráter de Cristo em cada discípulo, Wesley organizou os metodistas em pequenos grupos de aproximadamente 12 pessoas que se reuniam semanalmente para estudar a Bíblia, orar e testemunhar sobre o estado de suas almas em busca de perdão e cura.

Wesley publicou uma lista de questões para os líderes das classes ajudarem os membros a se auto-examinarem:

  1. Quais dos pecados conhecidos você cometeu desde nossa última reunião? 
  2. Quais tentações você superou? 
  3. Como Deus falou com você? 
  4. Você teve algum pensamento, palavra ou ato que possa ser pecaminoso? 

Após o perdão, o líder pronunciava a seguinte frase de acolhimento: "nós os recebemos com alegria"!


Por que a confissão de pecados é tão necessária?

É preciso confessar os nossos pecados a Deus para recebermos perdão. João escreveu aos cristãos: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 Jo 1:9).

Devemos também confessar os nossos pecados às pessoas que ofendemos: "Se teu irmão pecar contra ti, repreende-o; se ele se arrepender, perdoa-lhe. Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe" (Lc 17:3-4).

Mas, não pára por aí, pois a Bíblia também ensina que precisamos confessar nossos pecados uns aos outros no seio da Igreja para sermos curados espiritualmente e até fisicamente: "Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo" (Tg 5:16). Os grupos pequenos são um ótimo ambiente para isto. Precisamos de amigos maduros na fé em quem possamos confiar. Precisamos muito uns dos outros. A vida cristã não é uma jornada solitária. Não existe cristianismo sem Igreja. A Igreja é o Corpo de Cristo. Paulo escreveu "a fim de que não haja divisão no corpo, mas, sim, que todos os membros tenham igual cuidado uns pelos outros. Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele (1 Co 12:25-26).

A Igreja é uma comunidade de cura e misericórdia onde reinam o amor, a justiça e a verdade. De fato, ela se parece mais com um hospital para os enfermos do que com um museu de santos. Lembrando que os doentes procuram o hospital para serem curados! A santidade é a saúde da alma! Não devemos ocultar nossas enfermidades, precisamos ser humildes para reconhecer que precisamos de ajuda e para sermos capazes de confessar nossas fraquezas em busca da cura de nossas almas! De outra forma, sozinhos, acabaremos sucumbindo ao pecado. “Quem esconde os seus pecados nunca prosperará; mas quem os confessa e os abandona será perdoado” (Pv 28:13).


Bispo Ildo Mello

Fraternidade Wesleyana de Santidade: santidadeeunidade.org - santidadeeunidade.blogspot.com
Igreja Metodista Livre: metodistalivre.org.br
Blog: escatologiacrista.blogspot.com
Igreja: imeldemirandopolis.blogspot.com
Vídeos: youtube.com/ildomello
Estudos: scribd.com/ildomello
Siga-me: twitter.com/ildomello

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Palestras do Movimento Contemporâneo de Santidade


81 líderes de 11 denominações participaram do dia especial de treinamento para pastores na doutrina de santidade bíblica que aconteceu no dia 27 de Fevereiro de 2012 no Espaço Metodista 24 H no centro de São Paulo.

A lista das Instituições ali representadas é a seguinte:
1) Metodista, 2) Nazareno, 3) Exército de Salvação, 4) Comunidade da Graça, 5) Holiness, 6) O Brasil para Cristo, 7) Anglicana, 8) Metodista Wesleyana, 9) Batista Nacional, 10) Metodista Livre e 11) líderes da SEPAL.

Palestras:




Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade. Três momentos: 1) primeiramente descrevendo o propósito e discorrendo sobre a história do movimento, 2) depois compartilhando algo sobre a essência do movimento e 3) concluindo com 4 princípios da doutrina de santidade.


Líderes evangélicos discorrendo sobre princípios da doutrina de santidade.

Direção Bispo Ildo Mello da Metodista Livre, Palestrantes: Pr. Carlos Alberto Bezerra da Comunidade da Graça, Bispo José Carlos Peres da Igreja Metodista, Capitão Nelson Wakai do Exército de Salvação, Pr. Eduardo Goya da Holiness, Pr. Mateus Ramos do Nazareno e Pr. Almir da Metodista Wesleyana.


Fotos:

Movimento Contemporâneo de Santidade


Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade.

Fraternidade Wesleyana de Santidade


Bispo Ildo Mello

Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade.

Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade.

Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade.

Dr. Kevin Mannoia falando sobre o movimento contemporâneo de santidade.

Pr. Carlos Alberto Bezzera discursando sobre a Cruz como base da santificação

Bispo José Carlos Peres da Igreja Metodista discursando sobre princípios de santidade

Cap. Nelson Wakai discursando sobre fogo e paixão da mensagem de santidade

Pr. Eduardo Goya falando sobre princípios de uma vida santa

Pr. Mateus Ramos da Igreja do Nazareno falando sobre princípios de santidade de vida

Pr. Almir da Metodista Wesleyana discorrendo sobre a dimensão escatológica da santidade

Comissário Oscar Sanchez e Bispo Ildo Mello

Grupos discutindo como os princípios de santidade podem impactar nossos ministérios

Palestra Dr. Kevin Mannoia

Discussão em grupos sobre como os princípios de santidade podem impactar nossos ministérios

Discussão em grupos sobre como os princípios de santidade podem impactar nossos ministérios

Discussão em grupos sobre como os princípios de santidade podem impactar nossos ministérios

Discussão em grupos sobre como os princípios de santidade podem impactar nossos ministérios





Líderes evangélicos discorrendo sobre princípios da doutrina de santidade



Líderes evangélicos discorrendo sobre princípios da doutrina de santidade.

Pr. Carlos Alberto Bezerra da Comunidade da Graça, Bispo José Carlos Peres da Igreja Metodista, Capitão Nelson Wakai do Exército de Salvação, Pr. Eduardo Goya da Holiness, Pr. Mateus Ramos do Nazareno e Pr. Almir da Metodista Wesleyana.

Encontro realizado no Espaço Metodista 24 H no centro de São Paulo no dia 27 de Fevereiro de 2012 reunindo pastores e líderes de 11 denominações diferentes: Metodista, Nazareno, Exército de Salvação, Comunidade da Graça, Holiness, O Brasil para Cristo, Anglicana, Metodista Wesleyana, Batista Nacional, Metodista Livre e líderes da SEPAL.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

81 pastores confirmaram presença no Dia de Treinamento na Doutrina de Santidade Bíblica promovido pela Fraternidade Wesleyana de Santidade


81 pastores confirmaram presença no Dia de Treinamento na Doutrina de Santidade Bíblica promovido pela Fraternidade Wesleyana de Santidade que acontecerá nesta Segunda-feira no Espaço Metodista 24 H, R. Major Diogo, 285, das 8 às 14 h. Vide programação abaixo.

Haverá representantes das seguintes denominações: Metodista Livre, Metodista, Metodista Wesleyana, Holiness, Exército de Salvação, Nazareno, Comunidade da Graça, Anglicana, O Brasil para Cristo e SEPAL.


Metodista Livre
  1. Kevin Mannoia
  2. Ildo Mello
  3. Nelson Marcondes
  4. Dionísio Oliveira
  5. Nilson Campos
  6. Rodrigo Lima
  7. Edson Souza
  8. Jubal Souza
  9. Simei Pereira de Oliveira
  10. Sidney Oliveira
  11. Marie Oliveira
  12. Eduardo Adriano 
  13. Adriana Paula
  14. Katia Okada
  15. Daniel Yoshimoto
  16. Ester Maeda
  17. Jorge Issamu
  18. Edenilson Mei
  19. Gilberto Sousa
  20. Gerson Molina
  21. Ademir Rondanin
  22. André Iório
  23. José Olacyr
  24. Odete Ono
  25. João Jardim
  26. David Souza Rocha Jr
  27. Valdir Tavares da Silva
  28. Fábio Elton

Metodista
  1. Bispo Adriel Maia
  2. Bispo José Carlos Peres
  3. Bispo Stanley da Silva Moraes
  4. Bispo Adonias Pereira do Lago 
  5. Rev. Alcides Alexandre de Lima Barros
  6. Rev. Luis Carlos
  7. Pr. Alcides
  8. Pr.Edvaldo
  9. Pr. Lupercio
  10. Pra. Josimeyre
  11. Pr. Alexander
  12. Pra. Meire Timoteo
  13. Pr. Miguel Angelo.
  14. Pr. Wesley Teixeira

Holiness
  1. Eduardo Goya
  2. Liana Goya
  3. Yokimi Yuaça
  4. Tereza Kamiya
  5. Minako Suzuki
  6. William Maki Suzuki
  7. Luiz Hashimoto
  8. Noemi Hashimoto
Metodista Wesleyana
  1. Daniel de Oliveira 
  2. Carmem de Oliveira
  3. Elias Cirilo
  4. Ataulfo Monteiro B. Sá
  5. Davi Seiberth Arantes 
  6. Danilo Buccini
  7. Douglas Alves
  8. Marcone
  9. Almir
  10. Elias Robson

Exército de Salvação
  1. Comissário Oscar Sanchez
  2. Major Wilson Strasse
  3. Major Nara Strasse 
  4. Capitão Nelson Wakai
  5. Major Maria Azevedo
  6. Major Marcio Mendes
  7. Major Elisana Lemos
  8. Major Iolanda Camargo

Comunidade da Graça
  1. Carlos Alberto Antunes
  2. Osmar Misael Dias
  3. Valmir Ventura
  4. Wagner Fernandes
  5. Gilberto Dalmaso
  6. Adhemar de Campos

Nazareno
  1. Pr. Mateus Ramos

Igreja Anglicana
  1. Rev. Leandro da Igreja Anglicana de Santos

O Brasil para Cristo
  1. Pr. Arnaldo
  2. Sr. Silas
  3. Pr. Paulo Freitas

SEPAL
  1. Douglas Lamp
  2. Bárbara Lamp


Programação

Data: 27 de Fevereiro
Horário: das 8 às 14 h
Custo: R$ 20,00. Favor confirmar presença até Sexta-feira, dia 24
Local: R. Maj. Diogo, 285 - São Paulo, Capital.

Programação:

            08h00 - Café da Manhã

            09h00 - Louvor e oração

            09h15 - Palestra do Dr. Kevin Mannoia

            09h45 - Perguntas e debate

            10h00 - Painel de líderes (10 minutos para cada): “Fale sobre um ou dois princípios chaves que você percebe como fundamentais na mensagem de Santidade?”
    Moderador: Bispo Ildo Mello da Metodista Livre
  1. Capitão Nelson Wakai do Exército de Salvação
  2. Bispo José Carlos Peres da Metodista
  3. Pr. Carlos Alberto da Comunidade da Graça
  4. Pr. Eduardo Goya da Holiness
  5. Pr. Mateus Andrade Ramos da Igreja do Nazareno
  6. Pr. Almir da Metodista Wesleyana

            11h15 - Intervalo/Café

            11h30 - Palestra com Dr. Kevin Mannoia

            12h00 - Discussão em grupos pequenos (5-6) – “Como é que estes princípios causariam uma diferença em meu ministerio?”

            12h30 - Breve relatório dos Grupos

            12h45 - Encerramento com almoço
Bispo Ildo Mello
Santidadeeunidade.org

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Programa do Dia de Treinamento para pastores e líderes sobre Doutrina de Santidade Bíblica promovido pela Fraternidade Wesleyana de Santidade


Programa do Dia de Treinamento para pastores e líderes sobre Doutrina de Santidade Bíblica promovido pela Fraternidade Wesleyana de Santidade

Data: 27 de Fevereiro
Horário: das 8 às 14 h
Custo: R$ 20,00. 
Local:
São Paulo, 01324-001


Programação:

            08h00 - Café da Manhã

            09h00 - Louvor e oração

            09h15 - Palestra do Dr. Kevin Mannoia

            09h45 - Perguntas e debate

            10h00 - Painel de líderes (10 minutos para cada): “Fale sobre um ou dois princípios chaves que você percebe como fundamentais na mensagem de Santidade?”

Moderador: Bispo Ildo Mello da Metodista Livre
  1. Capitão Nelson Wakai do Exército de Salvação
  2. Bispo José Carlos Peres da Metodista
  3. Pr. Carlos Alberto da Comunidade da Graça
  4. Pr. Eduardo Goya da Holiness
  5. Pr. Mateus Andrade Ramos da Igreja do Nazareno
  6. Bispo Anderson Caleb da Metodista Wesleyana

            11h15 - Intervalo/Café

            11h30 - Palestra com Dr. Kevin Mannoia

            12h00 - Discussão em grupos pequenos (5-6) – “Como é que estes princípios causariam uma diferença em meu ministerio?”

            12h30 - Breve relatório dos Grupos

            12h45 - Encerramento com almoço

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Situações

Vídeo da mensagem que preguei inspirado na canção "Situações" do Grupo Logos, traçando um paralelo com a vida do Apóstolo Pedro



Situações

"Situações nesta vida me fazem sentir, que não sou forte a ponto de até resistir.
Nestes terríveis momentos os maus pensamentos me querem levar a um extremo de vida, que meu equilíbrio se deixa enganar.
Instantes que se prolongam tentando mudar, tudo que já se fez novo, pois Cristo mudou;
Tentando hoje trazer, o que eu tento esquecer, sou vencedor e ninguém poderá me deter.
Pois eu sei que jamais eu provado serei além do que eu possa suportar.
E se ainda eu cair e pensar que é o fim, Jesus me ergue e segue junto a mim!
Jesus me ergue e segue sim, Jesus me ergue e segue sim, Jesus me ergue e segue junto a mim!"
Grupo Logos



Esta bela canção foi marcante na primeira metade da década de 80 na vida de muitos crentes. Ela retrata a luta interior da carne contra o Espírito (Gl 5.17). O cristão luta contra muitas tentações e corre o risco de tropeçar e cair (Jo 18.27 e Mt 14.30). Cristo nos concede proteção e força para não cairmos em tentação (Mt 6.13; 1 Co 10.13 e 2 Co 10.4), mas se isto acontecer, não devemos entregar os pontos (1 Jo 2.1-2). Não devemos deixar que o inimigo de nossas almas nos confunda lançando dúvidas sobre nossa união com Cristo (Gl 3.27; 1 Jo 3.20 e Hb 9.14). Pois Jesus nos estende a mão misericordiosa e boa para nos erguer e nos manter de pé em nossa caminhada (Sl 37.24 e Mt 14.31). Jesus é nosso melhor e fiel amigo (1 Jo 1.9)! Jamais desista (Gl 6.9)!


Esta canção me fez lembrar de Pedro, o apóstolo. Originalmente, seu nome era Simão. Foi Jesus que lhe deu o nome de Pedro, que significa rocha (Jo 1.42)! Quando Jesus o chamou, ele não passava de Simão, um pescador como tantos outros (Lc 5). Um homem instável e cheio de defeitos. Jesus lhe disse: "eu farei de você um pescador de homens" (Lc 5.10)! Simão abandonou as redes e começou a seguir a Jesus (lc 5.11). Apesar do novo nome, Pedro alternava altos e baixos. Ás vezes, falava como Pedro, outras tantas como Simão. Revelava desprendimento (Lc 18.28), mas também ambição (Jo 10.41). Em um momento de fé, é visto caminhando sobre as águas (Mt 14.29) e, num momento seguinte de incredulidade é visto afundando (Mt 14.30). Era capaz de atos de bravura, mas também de covardia (Lc 22.56). Quando Pedro negou a Jesus, ele caiu em prantos, ficou completamente arrasado. Ele falhou feio, fracassou de tal maneira que não via mais esperança de seguir sendo apóstolo de Cristo. Ele sente-se totalmente inapto para a vocação de ser um pescador de homens, tanto que, mesmo após a ressurreição de Cristo, vemos Pedro retornando ao velho ofício de pescador (Jo 21.3). Mas, Jesus não desistiu de Pedro! Pois, "Aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo" (Fp 1:6). Jesus, mais uma vez, vai ao encontro de Pedro e o encontra no mesmo lugar, fazendo a mesma coisa de antes, tentando pescar peixes, mas sem sucesso (Jo 21.3). Jesus reproduz o mesmo milagre da pesca maravilhosa, revelando-se novamente como o Senhor de tudo que há (Jo 21.5, cp. Lc 5.4-9). O diálogo que se segue entre Jesus e Pedro é de magnífica beleza e profundo significado (Jo 21.15-19). Pedro que, há apenas alguns dias atrás, havia negado a Cristo por três vezes, agora, confessa o seu grande amor por Cristo por não uma e nem duas, mas três vezes. De modo que Jesus confirma a vocação de Pedro como pescador e pastor de homens. Jesus termina a conversa profetizando que aquele Simão que covardemente o havia negado até mesmo diante de uma criada (Lc 22.56), um dia morreria na cruz porque se tornaria capaz de confessar e honrar o nome de Jesus diante do próprio imperador (Jo 21.18-19).


Jesus continua chamando e transformando "Simãos" em "Pedros", covardes em corajosos, pecadores em santos, pescadores de peixes em pescadores de homens. Deus transformou Saulo em Paulo, Abrão em Abraão, Sarai em Sará e até mesmo Jacó em Israel! Cada salvo em Cristo possui também um novo nome (Ap 2.17). Deus não nos concede apenas o poder de sermos chamados de filhos de Deus, mas de sermos feitos filhos de Deus (Jo 1.12)! As mudanças nem sempre são instantâneas, no geral, fazem parte de um processo de discipulado. Não desanime diante dos percalços de sua caminhada com Cristo. Você recebe força divina para caminhar em vitória, mas se tropeçar, lembre-se que, em Jesus, você tem um advogado e não um juiz (1 Jo 2.1). Jesus estende sua mão para erguê-lo assim como fez com Pedro (Mt 14.31). Ele não o arrasta, mas o levanta. pois quer ver você caminhando com suas próprias pernas. Ele quer que você, de livre e espontânea vontade, confesse seu amor por ele através de palavras e obras.


"Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus" (Hb 12:1-2).




      


Bispo Ildo Mello

Igreja Metodista Livre: metodistalivre.org.br